OMS e sociedade civil pedem inclusão do tema MUDANÇAS CLIMÁTICAS na formação de profissionais da saúde

OMS e Sociedade Civil pedem inclusão do tema MUDANÇAS CLIMÁTICAS na formação dos profissionais da saúde

Carta aberta às universidades e aos interessados em educação

Os futuros profissionais de saúde devem estar preparados para reconhecer e abordar os riscos à saúde e os impactos das mudanças climáticas, bem como para garantir o funcionamento dos sistemas de saúde em um futuro com mudanças climáticas. Com essa premissa, foi publicado hoje, 10/06/2022, um importante apelo para reforçar a necessidade de educação sobre mudanças climáticas para todos os profissionais de saúde ao redor do mundo.

A carta, assinada pelo WHO-Civil Society Working Group to Advance Action on Climate and Health, é endossada por membros e alunos de diversas organizações:

Evento de Lançamento

A carta foi lançada em evento on-line, com a participação de profissionais da saúde de diversos países, incluindo a brasileira Mayara Floss, Médica de Família e Comunidade. O lançamento está disponível no YouTube, confira abaixo:

Confira a carta na íntegra

A call for strengthening climate change education for all health professionals

Formato PDF, em inglês

 

A carta foi publicada no site The Global Climate & Health Alliance

Saiba mais sobre o Grupo de Trabalho ONU e Sociedade Civil: https://climateandhealthalliance.org/working-group/

 

Mais informes

Catástrofes Ambientais, Saúde e Bioética

Catástrofes Ambientais, Saúde e Bioética

Como sociedade, governos e instituições, nós subestimamos a Natureza. E não é por falta de reflexão sobre estas questões ambientais, é por falta de sensibilidade.

Doenças infecciosas após inundações no RS

Doenças infecciosas após inundações no RS

Problemas respiratórios, leptospirose, hepatite A, diarreias e dengue são algumas da consequências do evento climático no Rio Grande do Sul que continuarão por muito tempo.

Solicite uma AIS independente para o projeto da Mina Guaíba

Seis sociedades médicas e duas sociedades da saúde gaúchas emitiram pareceres técnicos solicitando uma Avaliação de Impacto à Saúde (AIS) independente e de acordo com critérios da OMS (Organização Mundial da Saúde) para o projeto de exploração de carvão mineral da Mina Guaíba-RS (consulte aqui o dossiê) . A AMRIGS (Associação Médica do Rio Grande do Sul) também já se posicionou (leia aqui) sobre os riscos que o projeto da Mina Guaíba pode oferecer à saúde. Junte-se a elas e assine o pedido pela AIS.

[[[["field11","equal_to","Sim"]],[["show_fields","field12"]],"and"]]
1 Step 1
Você é médica(o)?
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder